Loading...
Search

Category Archives: Entretenimento

Sabe quando você está em busca de uma bonequinha que te represente e nunca acha nada parecido? Pois pensando nisso, a Akeno Kurokawa Ilustrações, fez uma série de desenhos de mulheres negras e disponibilizou exclusivamente aqui no blog especialmente para vocês. São ilustrações free, portanto podem utilizar sem medo contando que os créditos sejam dados para a autora.

Para representar tanta diversidade, a Akeno escolheu mulheres de cabelos crespos, cacheados e lisos. Espero que vocês se identifiquem com as ilustrações que ela fez. Eu gostei muito de todas e fui acompanhando o processo desde a criação da primeira ilustração, ela manda muito bem, né gente?

Para fazer o download das imagens basta clicar na foto e copiar, eu também disponibilizei um link no Dopbox para que vocês façam os downloads das imagens em alta definição.

Importante: é proibido copiar as imagens deste post e reblogar/repassar para que outras pessoas baixem da sua página/blog. Este conteúdo será divulgado exclusivamente aqui. O que pode? Você pode usa-las onde quiser, em blogs, cabeçalhos, layouts para amigos, são imagens de livre uso,mas não esqueçam dos créditos para autora.

ilustracao-mulher-negra-cabelo-cacheado ilustracao-mulher-negra-cabelo-crespo ilustracao-mulher-negra-coque ilustracao-mulher-negra-pop-art ilustracao-mulher-negra-cacheada-1   akeno-kurokawa-ilustracao-mulher-negra Para baixar estas ilustrações via Dropbox CLIQUE AQUI. Gostou do trabalho da Akeno? Então conheça melhor o trabalho dela pelo Facebook e caso você queira uma ilustração exclusiva para o seu blog ou mesmo para guardar de recordação, é só entrar em contato que ela aceita encomendas. Achou alguma delas parecida com uma amiga? Então não deixe de compartilhar <3  

Está precisando de uma série nova para assistir? Então a minha dica é Switched at Birth.

Switched at Birth conta a estória de duas meninas que foram trocadas na maternidade e criadas em mundos completamente diferentes. Bay, uma garota latina, foi criada por uma família milionária. Já Daphne, foi criada por uma mãe solteira, que perdeu o marido por achar que ela a havia traído, e ficou surda após contrair Meningite.

switched-at-birth

Na foto: Regina Vasquez, Daphne Vasquez , Bay Kenesh,  Katrhryn Kenish, John Kenish e Toby Kenish

A estória das duas se cruzam quando Bay resolve pedir aos seus pais um teste de DNA para entender porque ela é tão diferente de sua família. Após isso, as duas famílias decidem que Daphne deve morar com a sua mãe na casa de hóspedes dos Kenish's. E é aí que tudo começa.

Gosto muito desta série pois retrata muito da cultura surda, e esse mundo me fascina (já estudei com alguns). Eles possuem sua própria linguagem e a surdez não os impede de fazer nada, um dos melhores amigos de Daphne é baterias. Outro ponto que gosto é ver todos os benefícios que os surdos têm nos EUA (quem sabe um dia não chegamos lá?). As ligações são em vídeo, e eles possuem um intérprete, existem escolas públicas apenas para surdos, intérpretes em escolas e provas, entre muitas outras coisas que é possível vermos na série.

A série também é uma ótima opção para quem precisa praticar inglês, como os personagens precisam que os ouvintes falem mais claramente para que eles possam ler os lábios, é MUIIIto mais fácil para quem está assistindo entender o que é dito. E não pense que isso torna a trama lenta ou chata, pelo contrário. A estória é a típica de adolescentes no ensino médio. Com seus dramas amorosos, conflitos internos e brigas com seus pais e irmãos. Para quem gosta de série de menininha é um prato cheio.

A série está disponível no NetFlix. E é a minha queridinha do momento, não tem como não se envolver e amar os personagens.

A Carol Rocha, do blog Ta na Moda, me tagueou para responder a TAG Liebster Award. Vamos as perguntas?
1-Você tira um tempo exato para seu blog?
Sim, todos os dias quando chego do trabalho eu edito as fotos e escrevo os posts, ou entro para responder os comentários e divulgar o blog. Aos finais de semana eu gravo os vídeos.
2-Você geralmente posta  mais ou menos a que horas no seu blog?
Não tem um horário fixo, eu deixo programado em horários diferentes, mas gosto mais de postar pela manhã.
3-Livro preferido?
Amo a trilogia de Jogos Vorazes, O Caçador de pipas e A Cidade do Sol, livros como os dois últimos, que se passam em culturas completamente diferentes da nossa me encantam.
4-Autor que você mais gosta?
Sem dúvida é o Khaled Hosseini, sou apaixonada pelos dois livros dele que já li e já tenho mais um na fila de espera.
5-Sua reação quando ganha um livro novo?
Ah, eu amo ganhar livros, sempre fico bem animada para começar a ler... e cheiro o livro, amo cheiro de livro novo hahahaha
6-Sua reação quando ganha um seguidor novo?
"Ai que linda, ela me seguiu", sou apaixonada pelas minhas seguidoras e cada novo seguidor é uma conquista muito especial.
7-Prefere blog ou Tumblr?
Blog, nunca usei o Tumblr (aprendi a pronunciar isso tem pouco tempo hahahaha)
8-Você posta uma ou duas vezes por dia no seu blog?
Posto dia sim, dia não, ou tento. Com o trabalho é difícil postar diariamente.
9- Além de seu blog, qual outro blog que você passa mais tempo?
Em muiiitos, sério, mas passo mais tempo ainda no YT assistindo vídeos, não tem uma pessoa que vejo mais, vou assistindo. Mas o que não perco são os vídeos da Evelyn Regly e da Kéfera, gosto desses mais engraçados.
10-Você se inspirou em algum blog?
Na verdade não, o Blog teve inicio há 4 anos atrás e na época só falava de beleza, com o meu retorno, senti a necessidade de falar sobre outros assuntos que também fazem parte do meu cotidiano.
11-Qual livro você gostaria de ler?
Vou falar dos que ainda não tenho "O silêncio das montanhas", "Não se apega não" e "De volta aos sonhos". Os outros tantos que quero ler eu já comprei <3
Não vou indicar ninguém mas se você quiser responder sinta-se tagueada ;)

Ontem (acho que foi ontem), a blogueira Taciele Alcolea lançou um curso para blogueiras. No vídeo inicial, ela promete dar vários tipos de dicas, que são curiosidade de muita gente que entra nesse meio. Houve um burburinho enorme na web e vários questionamentos se o curso é relevante ou não. Pois aqui tirarei a sua dúvida.

Como é o curso?

O curso é dividido em 21 aulas com tempo bem variado, alguns têm 2 minutos, outros têm 10, eu consegui assistir tudo em um dia. Os temas são bem variados e abordam assuntos como equipamentos, os formatos de comercializar o seu blog, como lidar com críticas, etc.

O curso é vendido por R$ 39,90 e após o pagamento você terá acesso durante 60 dias ao conteúdo. 

O conteúdo do curso é relevante?

Sim, o conteúdo é extremamente relevante, mas para quem não tem noção nenhuma sobre  a criação de um canal no Youtube ou criação de um blog, ou para pessoas que estão iniciando nesse meio e precisam melhorar consideravelmente a maneira como lidam com seus blogs. Para pessoas que já possuem blog/canal há algum tempo, ou que são formadas em comunicação (meu caso), acho que não vale a pena o investimento no curso, pois provavelmente você lidou com muitos destes assuntos na faculdade ou já aprendeu no seu dia a dia com o blog.

Além disso, grande parte destas dicas a Taci já deu em seu canal, como ela mesma fala no curso de apresentação, ela reuniu as melhores dicas que já deu. O que me decepcionou foram alguns conteúdos que são abordados mas não de forma direta. Um exemplo, é o tão comentado "quanto ganham as blogueiras", a Taci diz que é relativo, isso nós sabemos, mas a grande dúvida de quem está iniciando é quanto deve cobrar por acesso? A partir de quando devo cobrar? Existe um número mínimo de seguidores/acessos para que eu entre em contato com empresas? Essas grandes dúvidas não são respondidas, eu já assisti alguns vídeos no Youtube com fórmulas de quanto cobrar que me foram extremamente úteis e a blogueira não precisou expor quanto ganha. 

Algumas dicas são bem valiosas, um exemplo é como a Taci lida com as críticas, a obrigação de tirar uma hora do dia para responder os seus leitores e a importância de ter pessoas te ajudando após o crescimento. As dicas sobre look do dia são excelentes, ela explica como se posicionar em frente a câmera, tipos de cenário, truques para parecer mais alta, mais alongada e como montar os looks. O vídeo que fala até que ponto se expor também é muito bom e pode ajudar diversas meninas a não passar dos limites.

O cursos realmente ensina o seu blog a crescer?

Talvez, o curso não fala de técnicas de SEO, sobre impulsionar publicações no Facebook, como trabalhar com Adwords e nenhuma das técnicas que certamente a Taci usa. Acredito que faltou ser mais direta em alguns assuntos e abordar essas questões mais técnicas. Porém, como eu havia dito, se você é iniciante e não tem o mínimo de noção sobre como criar o seu blog, que assuntos abordar, como falar com empresas, o que é um mídia kit, aí sim este curso irá valer muito a pena para você.

V   Gostou deste post? Então me siga nas redes sociais e fique por dentro de tudo o que rola por aqui. Facebook: www.facebook.com/alinerancablog Youtube: www.youtube.com/alinefrancablog Twitter: www.twitter.com/alinefrancablog Instagram: @aline_franca E não se esqueça de deixar o seu comentário me dizendo o que achou deste post.

Ontem eu participe da estreia do musical Mudança de Hábito, famoso pelo filme homônimo estrelado por Whoopi Goldberg.  O musical conta a estória de Deloris, interpretada por Karin Hils (a mesma do grupo Rouge), uma cantora que em busca de sucesso se envolve com um bandido e acaba presenciando um assassinato. Fugindo do seu amante, Delores acaba sendo escondida pela polícia em um convento na Philadelphia.... acho que não darei nenhum spoiler pois todos conhecem o filme, né?

mudanca-de-habito-musical-1

O musical é extremamente engraçado e garante boas risadas ao público. A potência vocal da Karin é espetacular, e garante boa música durante toda a peça. Outro destaque é a atriz Ana Luiza Ferreira, que interpreta a irmã Maria Roberta, que voz angelical, eu poderia ficar horas ouvindo ela cantar.

Musicais podem focar em canto ou em dança, neste caso, Mudança de Hábito apresenta coreografias simples mas músicas que exigem muita técnica vocal. Acredito que o ponto alto do espetáculo é quando Delores assume o coral da igreja, fazendo as freirinhas soltarem suas vozes. Com a melhora no coro, Delores consegue trazer os fiéis de volta a congregação, que corria o risco de ser fechada por falta de dinheiro.

musical-mudanca-de-habito

O espetáculo possui muitas piadas com passagens bíblicas e algumas envolvendo o fato de a personagem ser negra. Aliás, uma das exigências da atriz e co-produtora do musical Whoopi Goldberg foi que todas as atrizes que interpretassem a Delores fossem negras. Eu particularmente não vejo o musical de outra forma, já que o texto teria que ser totalmente adaptado dependendo da etnia da atriz.

musical1

Todas as músicas do musical são em português e muitas piadinhas são baseadas na nossa cultura, o que rende ainda mais risadas ao público. O cenário é outro espetáculo, adoro essas superproduções pela rapidez com que trocam os cenários a cada cena, a iluminação e o som também são perfeitos, não há espaço para falhas. O meu destaque vai para o cenário da igreja, os painéis imitando vitrais são incríveis.

Mudanca-de-habito

Acho que podemos tirar uma boa lição de tudo aquilo que assistimos, ao ver o filme quando criança era apenas mais uma comédia, mas ontem pude perceber que era uma estória de amor. O musical é um exemplo de como o amor pode transformar a vida de uma pessoa. Delores era uma mulher sem perspectiva de vida, sem amigos e amante de um bandido que não dava o mínimo valor por ela. E o amor das freirinhas a transformou em outra pessoa.

mudanca-de-habito-2

O único ponto negativo do musical é que não cantaram "Happy day". Tá bom, eu sei que isso não é um problema, mas fiquei até o fim esperando essa música <3 hahahahaha

Como ontem foi a estreia para convidados , haviam algumas emissoras fazendo a cobertura do evento, artistas e um coquetel na entrada e intervalo. E seguindo o tema da estória, um dos canapés era feito de hóstia.

musical

Serviço 

Onde Assistir: Teatro Renault

Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411 – Bela Vista, São Paulo

Duração: cerca de 3 horas com 20 minutos de intervalo no meio do espetáculo

Ingressos: entre R$260 e R$ 25 (meia entrada)

Lugares: o teatro é grande mas todos os pontos tem boa visibilidade, eu já assisti musicais em áreas diferentes e nunca tive problemas para assistir

teatro-renault

Gostou deste post? Então me siga nas redes sociais e fique por dentro de tudo o que rola por aqui.

Facebook: www.facebook.com/alinerancablog

Youtube: www.youtube.com/alinefrancablog

Twitter: www.twitter.com/alinefrancablog

Instagram: @aline_franca

E não se esqueça de deixar o seu comentário me dizendo o que achou deste post.

Ontem eu tive a oportunidade de ir pela primeira vez na Campus Party, que na minha cabeça era um evento unicamente voltado para nerds, e me surpreendi. Por isso vou contar um pouco sobre a experiência.

A minha ida a Campus Party se deu por uma palestra que a Bruna Vieira e a Mari Moon iriam realizar. O tema da palestra era  "OSeuNome.Ltda" que falava sobre como tornar o seu nome uma marca. A palestra foi bem produtiva e aberta a perguntas. Dentre os muitos assuntos, foi abordado a importância de ter um bom relacionamento com o seu público, a importância de manter uma boa imagem e não se envolver em polêmicas, como reagir a comentários negativos, entre outros assuntos.

campus-party-1

Tanto a Bruna como a Mari são duas pessoas extremamente simpáticas, e provaram que esse jeitinho delas é o que as fizeram o que são. Para quem não pode ir ao evento ou assistir online, a palestra está disponível no Youtube da Campus Party. Ao final da palestra elas ainda ficaram um tempão atendendo todo mundo. <3

Como eu disse no inicio, eu tinha a impressão de que a CP é um evento de nerds, mas vai muito além disso. A Feira tem muitas palestras relacionadas a outros assuntos, muitas delas focadas em blogs inclusive. Na Open Party, área aberta ao público da Campus Party, era possível dançar Just Dance no palco do Submarino, assistir a uma batalha de robôs, jogar em vários tipos de simuladores, e ainda ver de perto a Mystery Machine (van no Scooby Doo).

Outra palestra que vale muito a pena assistir, é a do Nick Ellis, que fala sobre tratar o seu blog como negócio. Nesta palestra ele dá dicas importantíssimas sobre a profissionalização dos blogs. Certamente eu ficarei ligada na programação da Campus do próximo ano e irei novamente.

E eu já ia me esquecendo, a Mari Moon aproveitou a palestra para lançar seu canal no Youtube, a partir de março ela começará a lançar vídeos semanais super produzidos... aguardem e se inscrevam em www.youtube.com/MariMoon . Gostou deste post? Então me siga nas redes sociais e fique por dentro de tudo o que rola por aqui. Facebook: www.facebook.com/alinerancablog Instagram: @aline_franca Youtube: www.youtube.com/alinefrancablog

Fui indicada pela Tainan do Eu Curto Literatura a Responder a TAG 7 Coisas, a tag consiste em responder 7 coisas variadas, vamos lá?

serrambi

7 coisas para fazer antes de morrer:

1 Conhecer todos os continentes, sou apaixonada por viagens e outras culturas, e apesar de ainda não ter tido a oportunidade de ir muito longe, tenho certeza que ainda viajarei muito por esse mundão. (Essa foto foi tirada em Sernambi - PE, uma praia linda e tranquila próxima a Porto de Galinhas)

2 Aprender a nadar, sim eu tenho 24 anos e ainda não sei nada.

3 Ter filhos, agora não é o momento, mas pretendo ter filhos com uns 30 anos.

4 Comprar a minha casa, atualmente moro de aluguel e pretendo ter o meu próprio apartamento.

5 Aprender a tocar piano, violão e fazer aulas de canto. Sou apaixonada por música, só me falta talento hahahaha

6 Fazer uma pós graduação

7 Levar os meus pais para alguma viagem especial, não tivemos a oportunidade de viajar quando eu era criança, então quero poder proporcionar isso a eles.

danca

7 coisas que eu faço bem

1 Dançar, não sou uma exímia bailarina, mas danço bem e sempre me esforcei para melhorar, adorava fazer dança de salão e street. (Foto da minha apresentação de jazz de 2014 - coreografia The Dark)

2 Cuidar do meu cabelo, ninguém cuida dele melhor do que eu.

3 Cozinhar, modéstia a parte eu cozinho bem.

4 Comer (isso deveria estar no topo da lista hahaha)

5 Ouvir, sou ótima ouvinte, e me esqueço fácil, então sou ótima para guardar segredos hahahahaha

6 Ler, sou uma boa leitora hahahahah

7 Me maquiar, não sou nenhuma maquiadora profissional, mas acredito que faço bem em mim. ;)

aline-franca

7 coisas que mais falo

1 Isso não está bom

2 Aff

3 Mentira

4 Uhum

5 Não é algo específico mas troco palavras e nomes quando eu falo.

6 Eu conheço uma pessoa que... (eu conheço muita gente, com muitas histórias hahahahah)

7 Que? (nunca entendo o que falam da primeira vez hahaha)

futebol

7 coisas que não faço bem

1 Cantar, mas canto mesmo assim porque eu amo.

2 Baliza, odeio com toda a minha força ter que estacionar um carro.

3 Falar inglês (preciso aprender)

4 Organizar qualquer coisa, sou desorganizada, isso me incomoda mas não consigo mudar.

5 Lembrar o que eu estava fazendo, se eu estou fazendo algo e me distraio... xiiii

6 Lembrar o nome das pessoas... não é por mal, não é falta de atenção, não é falta de consideração. Eu fico repetindo mentalmente o nome das pessoas quando elas me falam e mesmo assim eu esqueço.

7 Esportes, eu não levo jeito para nenhum. :( (Foto da Copa do Mundo - Jogo entre Bélgica e Argentina em Brasília)

por-do-sol

7 coisas que me encantam

1 Praias, como eu amo o mar, o clima, o sol.

2 O por do sol, sempre fotografo nos lugares que vou, da janela de casa, não importa o lugar, o por do sol é sempre lindo. (Foto da janela de casa, a selva de pedras tem seus encantos ;) )

3 Crianças

4 Crianças bailarinas ****

5 Dança, qualquer dança eu paro para olhar, é lindo, faz parte de mim.

6 Música... de vários ritmos diferentes.

7 Estar com quem eu amo, tem coisa melhor?

chateada

7 coisas que eu não gosto

1 Inveja

2 Mentira

3 Ser deixada de lado

4 Falta de educação

5 Atraso

6 Pessoas interesseiras

7 Ter perdido "o jeito" para o ballet por ter ficado anos sem dançar por conta da faculdade. Por mais que eu me esforce, meu corpo não responde como antes. :(

Espero que tenham gostado das respostas e das fotos ;)

Me rendi a tão comentada trilogia de A Seleção, escrita por Kiera Cass, e vim correndo contar o que achei do primeiro livro.

Sinopse

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

A Seleção conta a estória de América Singer, uma jovem pobre e apaixonada, que se vê em um beco sem saída ao participar de uma seleção para se casar com o príncipe do reino e ser selecionada para a primeira fase da competição. América é uma personagem apaixonante, é divertida, inteligente e linda. Ao chegar ao palácio, tudo muda, inclusive a sua opinião sobre o príncipe.

"Por acaso eu era a única pessoa a ver meus defeitos? Não era refinada. Não sabia ser mandona nem superorganizada. Na verdade eu era egoísta e geniosa, e não gostava de aparecer na frente dos outros. Não era corajosa, e esse emprego exigia coragem. Sim, emprego: não se tratava só de um casamento, mas de um cargo”

A estória se passa no Estados Unidos pós guerra, mais precisamente a Quarta Guerra Mundial, neste cenário, o país deixou os estados e passou a ser dividido por províncias e castas. Cada casta defini a classe social e profissão de cada família, América pertence a quinta casta, de um total de oito. América é a chance de sua família melhorar de classe social e sua mãe faz questão de deixar isso bem claro. Mas existe um segredo, América é apaixonada por um membro da casta inferior.

Eu não dava tanto para este livro, apesar de ser do meu gênero favorito, não acreditei que a leitura das 357 páginas seria tão agradável, além do mais, o que uma seleção de princesas poderia ter de tão interessante? Ainda bem que optei por compra-lo. A Seleção é o típico livro para aqueles momentos em que você quer ter um leitura agradável e que só desperte coisas boas, o livro é cativante, e engraçado em alguns momentos, mas acima de tudo, surpreendente. Já comprei o segundo volume, chamado A Elite, acompanhe o blog e não perca a próxima resenha. Vou parando por aqui para não dar spoilers.

Fui tagueada pela Bela Hanajima a responder a tag One Lovely Blog Awards. A Tag consiste em 11 perguntas e eu devo taguear mais 11 blogueiras, mas vou ser boazinha e deixar vocês se auto taguearem hahahahah

1. Porque decidiu criar o blog e quando começou? Em 2010, eu fiquei desempregada por alguns meses e por não aguentar ficar sem fazer nada, eu decidi criar um blog sobre beleza, o blog se desenvolveu bem por um ano mais ou menos, porém, eu acabei sendo efetivada no trabalho na mesma época em que eu estava fazendo o TCC e isso acabou me obrigando a abandonar o blog, neste ano me animei a voltar e agora estou aqui. ;) 2. Quais benefícios o blog te traz? Com o blog conheci algumas pessoas bem especiais, me ajudou a melhorar  escrita e a perder um pouco a vergonha de gravar vídeos. 3. Qual o post mais acessado? Ai, é um post sobre o Off Fashion, um outlet multimarcas de São Paulo, se procurar no google aparece bem nas buscas, então rendeu muito acesso. 4. Você usa as redes sociais? Uso muiiiiito, sou quase uma faceboocólatra hahahahahha 5. Como o blog tem evoluído? Tem crescido aos poucos, vejo que os acessos estão evoluindo, pena eu não ter tanto tempo para dedicar ao blog, sei que ajudaria muito mais no crescimento. Mas tudo tem o seu tempo, e fazem pouquíssimos meses que voltei a postar. 6. Já viveu algum fato importante por causa do blog? Sim, em 2011 fui convidada para participar de alguns eventos da Natura, pena que não dei continuidade ao blog. :( 7. De onde nasce inspiração para escrever? De tudo, das coisas malucas que faço no cabelo, dos produtos que testo, dos livros que leio, das receitas que faço, por isso meu conteúdo é tão variado. 8. O que você aprendeu a nível pessoal e profissional esse ano com o blog? A nível pessoal? Que com esforço consigo me dedicar ao blog e conciliar com o trabalho, isso ajudou na minha organização e a  perder a timidez em frente as câmeras. Isso tudo também me ajudou na vida profissional. 9. Qual sua frase favorita? "Tudo posso Naquele que me fortalece." Saber que Deus está sempre cuidando de mim e sempre estará, me da força para ultrapassar os obstáculos, até mesmo aqueles que acredito serem impossíveis. 10. Qual conselho você daria pra quem está começando agora no mundo dos blogs? Não seja ansioso e não pense que é fácil, ter um blog demanda tempo e dedicação. 11. O que os blogs que vai indicar tem em comum? Não vou taguear 11, mas duas meninas que me identifico com o conteúdo. A Juliana do Break Feminino e a Gisele do Negra Vaidosa. Me identifico com as duas porque falamos muito sobre cabelo crespo e cacheado e maquiagem para pele negra. :D

Espero que tenham gostado, eu gosto muito de responder TAGs pois elas ajudam as leitoras a me conhecerem um pouco melhor.

 

Ela tinha namorado. Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então voltei para o meu quarto e desabei no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.

Sinópse

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

"Quem é você, Alasca?" é um livro que realmente surpreende, pois quando começamos nem imaginamos o que virá pela frente. Ao chegar em seu colégio interno, Miles conhece Alasca e o Coronel. O Coronel é um baixinho marrento, mas extremamente inteligente. Já Alasca, é uma garota impulsiva e fascinante. E justamente por ser assim, o oposto de Miles, ele acaba se apaixonando logo que a vê.

A estória do livro contém uma grande tragédia, e para mim, toda tragédia literária deve vir acompanhada de uma grande reviravolta na vida dos personagens ou uma lição de vida para quem lê, o que não é o caso."Quem é você, Alasca?" é um livro inconclusivo, acaba em lugar nenhum e você fica se perguntando.. mas é só isso? Cadê o resto? Será que esqueceram do final?

Eu já havia visto muito sobre o livro, por isso estava ansiosa para ler, e foi uma grande decepção, eu não cheguei a ler "A culpa é das estrelas", mas assistindo ao filme, sei que é uma estória maravilhosa, nesse caso, ao meu ver, John Green deixou a desejar. Faltou um algo mais... faltou um porquê! Faltou nos mostrar "O grande talvez".